Relatório do Estado do Ambiente

Última Edição

O Relatório do Estado do Ambiente é elaborado anualmente nos termos do disposto na Lei de Bases do Ambiente. O REA analisa o estado do ambiente em Portugal, reconhecendo os progressos alcançados, mas também os principais constrangimentos, e identificando a posição do País face aos compromissos e metas assumidos em matéria de ambiente e desenvolvimento sustentável.

Para além do enquadramento socioeconómico nacional e tal como vem acontecendo desde 2013, o REA 2016 começa com uma atualização dos cenários macroeconómicos. Trata-se de dois cenários contrastados (Alto e Baixo) de possível evolução da economia portuguesa no horizonte 2050, bem como de dois cenários internacionais (Alto e Baixo) para o PIB mundial e para o PIB da União Europeia. Os valores apresentados não têm o carácter de previsões mas representam possíveis padrões de evolução das variáveis macroeconómicas analisadas. Esta componente macroeconómica e de cenarização do REA permite, assim, contextualizar nesta perspetiva a evolução do estado do ambiente e dos recursos naturais em Portugal.

A organização do REA 2016 segue a do ano anterior: Economia e Ambiente, Energia e Clima, Transportes, Ar, Água, Solo e Biodiversidade, Resíduos e Riscos Ambientais. No entanto, este ano o REA inclui novas fichas de indicadores: tem 49 fichas, quando em 2015 tinha 36.

De forma a apresentar a informação mais recente disponível, a edição deste ano inclui, para os indicadores em que tal é possível, dados provisórios para 2016.