Sobre o portal

Boas-vindas!


A 8 de agosto último, a pegada ecológica mundial ultrapassou, para o ano de 2016, a capacidade de regeneração do planeta. Este facto acontece cada vez mais cedo no ano desde meados dos anos 70, e é agravado pela contínua depleção dos stocks de recursos naturais e pela acumulação de resíduos e produtos tóxicos nos ecossistemas.

A tomada de consciência pública capaz de despoletar as transformações políticas, económicas e sociais necessárias e urgentes para reverter esta situação, não pode acontecer sem uma adequada e rigorosa monitorização do estado do ambiente. Dela depende a evolução da base de conhecimento indispensável à conceção e implementação de políticas públicas resilientes – e de ações concretas dos cidadãos – eficazes na abordagem dos complexos desafios ambientais com que nos confrontamos.

A importância atribuída em Portugal à disponibilização de informação ambiental atualizada foi assumida desde a consagração, na primeira Lei de Bases do Ambiente, de 1987, da publicação anual de um relatório sobre o estado do ambiente. Este relatório tem sido, à semelhança da generalidade dos seus congéneres internacionais, um importante instrumento de comunicação do estado factual do ambiente a nível nacional, sustentada pela análise de um conjunto de indicadores.

Mais recentemente, o REA vem evoluindo para um formato de comunicação da informação ambiental mais adequado à sociedade digital. Nesse sentido, impunha-se a criação de uma plataforma digital online, um portal, capaz de albergar a totalidade da informação ambiental sintética e de base estatística, em que a atualização dos indicadores ambientais esteja apenas subordinada à disponibilização de novos dados pelas entidades competentes, e que, fazendo uso do dinamismo e interatividade da internet, proporcione rigor, simplicidade e rapidez no acesso à informação.

Cumprindo este objetivo, a APA disponibiliza agora o PORTAL DO ESTADO DO AMBIENTE, que é muito mais do que o Relatório do Estado do Ambiente. É uma plataforma que inclui informação e análise para um vasto conjunto de utilizadores e que, espera-se, venha a constituir-se como uma referência de consulta no respeitante aos principais indicadores e tendências ambientais no nosso país.

Esta plataforma alberga, assim, um número diversificado de indicadores sobre o estado do ambiente, apresentados em 49 fichas temáticas, distribuídas por oito domínios ambientais: Economia e Ambiente, Energia e Clima, Transportes, Ar, Água, Solo e Biodiversidade, Resíduos e Riscos Ambientais.

Naturalmente, a criação deste portal não pressupõe o fim da publicação do Relatório do Estado do Ambiente. Manter-se-á a sua disponibilização à Assembleia da República, nos termos da Lei de Bases do Ambiente de 2014.

Mas o portal, para além das fichas temáticas organizadas por domínios ambientais, disponibilizará ao público mais conteúdos relevantes para uma melhor compreensão da complexidade das pressões a que o ambiente está sujeito. Assim, para além de outros portais e relatórios internacionais sobre o estado do ambiente, disponibilizará outras publicações sobre os domínios ambientais, bem como estudos que analisam o impacte de tendências globais sobre o estado do ambiente. Também incluirá, naturalmente, todas as edições do REA disponíveis em formato eletrónico.

Por último, mas não menos importante, gostaríamos de realçar a profunda e empenhada colaboração de várias entidades para a concretização deste portal. Este é, por isso, um verdadeiro projeto colaborativo que assenta no empenho das pessoas que, representando os vários organismos envolvidos, colaboraram com a APA enquanto coordenadora do REA. É também um projeto que, todos os anos, conta com o envolvimento dos colaboradores da própria APA. A todos(as) o nosso reconhecimento e gratidão.

 

O Conselho Diretivo da Agência Portuguesa do Ambiente (APA)

29 de dezembro de 2016