Energias renováveis

A ficha temática “Energias renováveis” analisa a produção de energia a partir de fontes renováveis, o seu contributo no consumo de energia primária e no consumo final bruto de energia, bem como o contributo de cada uma das fontes de energia renovável.

Descrição: 

Atualmente, a produção doméstica de energia primária em Portugal baseia-se quase na totalidade em Fontes de Energia Renovável (FER).

Fontes de energia renovável são as provenientes de recursos naturais (rios, vento, biomassa, Sol, ondas do mar e calor da Terra) que se renovam de forma natural e regular, de um modo sustentável, mesmo depois de serem usadas para gerar eletricidade ou calor.

Estes recursos naturais permitem produzir energia hídrica, eólica, de biomassa, oceânica e geotérmica.

A produção de energia de fontes renováveis reduz a necessidade de importar combustíveis fósseis, como o carvão e o gás natural, para esse fim, tornando o País menos dependente do estrangeiro em termos energéticos e reduzindo a emissão de gases com efeito de estufa.

Esta ficha temática diz respeito a Portugal Continental, Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores e será atualizada anualmente.

Objetivos e Metas: 
  • A União Europeia (UE) definiu, através da Diretiva FER relativa à promoção de utilização de energia proveniente de fontes renováveis, o objetivo de alcançar, em Portugal e até 2020, uma quota de 31,0% de energia proveniente de fontes renováveis no consumo final bruto de energia e uma quota de 10,0% no sector dos transportes;
  • No âmbito do quadro de ação da UE relativo ao clima e à energia (Pacote Energia-Clima 2030), foi definida, em outubro de 2014, a meta vinculativa de pelo menos 27% de energias renováveis no consumo total de energia na UE em 2030. Esta meta deverá ser atingida coletivamente, com base no contributo dos diferentes Estados Membros, os quais podem fixar metas nacionais mais ambiciosas;
  • Em Portugal, a legislação que transpôs parcialmente a Diretiva FER e o Plano Nacional de Ação para as Energias Renováveis para o período 2013-2020 (PNAER 2020) estabelecem a meta de 31% para a utilização de energia renovável no consumo final bruto de energia e 10% para o consumo energético nos transportes, até 2020. Preveem também a incorporação de 59,6% de energia renovável na eletricidade até 2020;
  • Em alinhamento com o PNAER 2020, o Compromisso para o Crescimento Verde, estabelece o objetivo de “Reforçar o peso das energias renováveis”, determinando a meta de 31% de renováveis no consumo final bruto de energia em 2020 e 40% em 2030;
  • O PNAER 2020 indica um conjunto de metas intercalares para a utilização de energia renovável no consumo final bruto de energia: 22,6% para os anos 2011 e 2012; 23,7% para 2013 e 2014; 25,2% em 2015 e 2016; e 27,3% para os anos 2017 e 2018.
Análise da evolução:

Em 2017, a produção de energia renovável situou-se em 5 034 ktep (kilo toneladas equivalente de petróleo), dos quais cerca de 56% tiveram origem na biomassa. Os biocombustíveis foram responsáveis por cerca de 6,3% da produção de energia renovável e o solar térmico por 1,7%.

Última atualização: 
Sexta, 10 Maio, 2019