Visitação nas áreas protegidas

A ficha temática “Visitação nas áreas protegidas” revela o interesse da população portuguesa pelo património natural existente nas áreas protegidas de âmbito nacional, refletindo a importância da conservação e gestão da biodiversidade para os portugueses.

Descrição: 

As áreas protegidas correspondem às áreas terrestres e aquáticas interiores e às áreas marinhas classificadas em que a biodiversidade ou outras ocorrências naturais apresentam, pela sua raridade, valor científico, ecológico, social ou cénico, uma relevância especial. Conforme estabelecido no Regime Jurídico da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, que cria a Rede Nacional de Áreas Protegidas (RNAP), estas áreas exigem a implementação de medidas específicas de conservação e gestão, com vista a promover a gestão racional dos recursos naturais e a valorização do património natural e cultural.

Na conservação da biodiversidade existente nestas áreas é fundamental o envolvimento da população, pelo que um dos objetivos desta ficha temática é avaliar as atitudes do público, incluindo a sua motivação no sentido de conhecer o património natural e participar em ações que contribuem para a gestão do mesmo.

A informação apresentada nesta ficha temática corresponde à análise da evolução dos seguintes indicadores:

  • N.º de visitantes em estruturas de receção (estruturas com aptidão para prestar informações e receber visitantes, incluindo as instalações das sedes das áreas protegidas de âmbito nacional e os centros de interpretação sob gestão do ICNF);
  • N.º de visitantes em visitas guiadas organizadas pelo ICNF;
  • N.º de participantes em eventos, incluindo eventos organizados pelo ICNF, organizados por terceiros e autorizados pelo ICNF, e ainda, organizados em parceria com o ICNF;
  • N.º de participantes em ações de voluntariado organizadas pelo ICNF (como por exemplo ações de limpeza de praias, remoção de chorão e acácia, entre outras).

Esta ficha temática diz respeito a Portugal continental e às áreas protegidas de âmbito nacional, e é atualizada anualmente.

Objetivos e Metas: 
  • Aumentar o interesse da população pela conservação e utilização sustentável da biodiversidade;
  • Aumentar os níveis de participação do público em ações concretas de conservação nas áreas protegidas;
  • Aumentar a visibilidade do património natural;
  • Conferir valor social e económico ao património natural, aos serviços dos ecossistemas e às áreas protegidas.
Análise da evolução:
Última atualização: 
Quarta, 17 Abril, 2019